quarta-feira, 17 de março de 2010

Rosa Caída

Ada de Castro canta Rosa Caída (Joaquim da Silva Borges / Joaquim Campos)

video

Por trás do espelho quem está...? Uma mulher que sofreu.

Já não és a minha vida
De ti não tenho ciúme
Olha que a rosa caída
Mesmo depois de colhida
Continua a ter perfume

Julgando que me torturas
Passas com outra ao teu lado
Eu não caminha às escuras
Tenha a luz das amarguras
A iluminar meu passado

Não queiras compreender
Aquilo que já sofri
Só tenho pena de ser
Aquela a quem o sofrer
A fez mais gostar de ti

Já fui a rosa esquecida
Que esperava a Primavera
Agora tenho outra vida
Já não sou rosa caída
Voltei a ser o que era

2 comentários:

  1. Sofrer, torna-nos mais fortes.
    Na vida, o que decide não é a queda, mas sim saber levantar-se e seguir em frente...
    "Já não sou rosa caída / agora tenho outra vida / voltei a ser o que era..."
    Isso sim!

    ResponderEliminar
  2. Ada de Castro é fadista de "raça", à antiga, e é pena que não haja sucessora...
    Interpretou fados que todos conhecem, com a sua marca. No tempo em que havia excelentes letristas e músicos, de que temos tantas saudades.

    ResponderEliminar