quarta-feira, 2 de junho de 2010

Dois Tons

Ercília e Ercília.
Hoje, no laboratório de análises clínicas, conheci a Dª Ercília, que me disse, "olhe, o que não faz ter uma mãe!...". Eu respondi que "sim, especialmente quem tem a minha", que isto há ter mães e ter Mães. Eu, além de ter Mãe, tenho uma Gratidão do tamanho do Mundo.

Ora aqui vai um fadinho para a Dª Ercília (visto que à minha Mãe eu dedico cada um). A ver se a minha vizinha da frente conhece este poema de algum lado...

Ercília Costa canta Fado Dois Tons (sem informação no disco / Alberto Costa Lima)
Guitarra: Armandinho, Viola: Georgino de Sousa
Gravado em Madrid, 1930

video


Foi quando Deus fez os sóis
As ilusões, as tristezas
Que entristeceu e depois
Fez as canções portuguesas

Quando Deus criou as rosas
Num paraíso encantado
Caiu uma e desfolhou-se
E dela nasceu o fado

Junto aos marcos da fronteira
Há um letreiro gravado
Que nos diz "entre quem queira,
Mas só quem goste do fado"

Aos que vêm pelo mar
Diz-lhes a onda na barra
"Entre quem saiba chorar,
Ao ouvir uma guitarra"

8 comentários:

  1. "Quem tem uma Mãe, tem tudo" e quem tem uma vizinha da frente como eu, tem quase... :-)
    O curioso é que conheço bem esta letra, com menos a 1ª quadra, é certo, mas estava a ver que não encontrava, tal é o presente estado de desarrumação, nunca antes verificado... Até vai dar para lhe responder com um verbete!... Ó Comadre!

    ResponderEliminar
  2. Consegui aqui chegar através de uma trapeira que tenho nas águas-furtadas. E agora ouço tudo o que vocês dizem. Tenho pena de não vos conseguir ver, mas aquela vossa música (dizem que se chama fado, não é assim?), justifica bem a ginástica que tenho de fazer para não caír do telhado.

    ResponderEliminar
  3. Sim é verdade !!!!!!!!!! E quem tem uma MÃE como a tua tem tudo. Um beijo grande.

    ResponderEliminar
  4. Em dois tons... "Fui sair como meu amor...e dei-lhe um beijo na testa...mais abaixo me disse ela, mais abaixo é uma festa..."

    É um dos que mais gosto de cantar...

    ResponderEliminar